BlogPrime

05/02/2016
As crianças precisam aprender a lidar com a frustração

Não é fácil para os pais verem seus filhos frustrados, insatisfeitos ou tristes, ainda mais quando o tempo de convivência em família é limitado. Os pais querem aproveitar o tempo junto com as crianças e, muitas vezes, acabam cedendo às vontades dos pequenos de forma constante. E não apenas isso, é comum também que a família tente ao máximo evitar a tristeza e o sofrimento da criança, compensando os momentos ruins de diversas formas, seja oferecendo brinquedos, doces, guloseimas, ou até mesmo evitando falar sobre o assunto, numa tentativa de poupar a criança de vivenciar uma experiência ruim.

Apesar de trazer certo conforto para os pais, essas medidas não são saudáveis para o desenvolvimento da criança. É fundamental que, ainda na infância, a frustração seja trabalhada para que seja um alicerce para as experiências da adolescência e da vida adulta.

É muito provável que um adulto que foi poupado do sofrimento ou que recebeu poucos “nãos” durante a infância, tenha dificuldades para lidar com perdas e com os “nãos” das etapas seguintes da vida. Como resultado: muito sofrimento na vida pessoal e social – já que esta pessoa está acostumada a ter suas vontades atendidas e nem todo mundo estará disposto a fazer isso por ela.

Além disso, há pouquíssima habilidade em lidar com os desafios e dificuldades da vida adulta, já que foi sempre poupada do sofrimento enquanto criança.

É muito importante que, além de compreender que os doces não estão sempre à disposição, por exemplo, a criança aprenda a não criar “sistemas de recompensa” para os momentos ruins (se estou triste, posso ter um brinquedo novo para ficar mais alegre / se estou frustrado, posso comer alguns brigadeiros para me sentir melhor) e que aprenda a lidar de verdade com essas dificuldades, entendendo e resolvendo o problema. Muitos adultos utilizam estes “sistemas de recompensa” (ainda vamos falar mais sobre este assunto por aqui) descontando suas frustrações na comida, nas compras e outros. É essencial que isso seja trabalhado e não transmitido para as novas gerações, evitando muitos problemas e muito sofrimento.

 

Fonte: Psicologia Acessível
Texto: Ane Caroline Janiro

CALENDÁRIO 2017

21
Novembro
Eccoando Natal Dia 21/11 a 12/12 estaremos arrecadando roupa e sapatos novos para doação ao Instituto Filadélfia.
23
Novembro
Thanksgiving - x -

NA MÍDIA

02/09/2016 Blog Robert Jungmann - coluna Acontece Representante do Google faz palestra em PE
01/07/2016 Blog Dicas Miúdas Colônia de Férias Julho 2016
18/05/2016 Corujices.com São João Infantil
19/02/2016 pernambucopontocom Educação financeira nas escolas
04/11/2015 Blog Roberta Jungmann Carol Levy fará show na festa "Hallegria"
04/11/2015 LeiaJá.com (iG) Carol Levy faz apresentação em Aldeia
04/11/2015 Blog Casinha da Cys Carol Levy em festa à fantasia na Eccoprime
03/11/2015 Blog Social 1 Carol Levy faz show em Aldeia
12/10/2015 Folha de Pernambuco Poupar para realizar sonhos
12/10/2015 Folha de Pernambuco Quando o consumo é o vilão
11/04/2015 Jornal do Commercio/PE Minicurso de educação financeira para pais
02/02/2015 Folha de Pernambuco - Economia Do ensino básico a atividade adicional
27/05/2014 Portal NE 10 - Blog Social 1 Magrão participa de Colônia de Férias.
14/03/2014 Jornal do Commercio/PE - Vida & Ciência Wilfred Gadêlha. Bom exemplo.
26/02/2014 Jornal do Commercio/PE - Caderno C Coluna Dia a Dia - Escola Sustentável.
Copyright © Eccoprime Bilingual School, 2010-2014 | Design: TG